Início | Hoje | Mais ▼
Acerca | RSS | Registar | Entrar

Estado português foi novamente condenado a pagar pela lentidão da justiça

O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem condenou hoje o Estado português a pagar 8900 euros a uma empresa de Matosinhos pela demora de sete anos na decisão sobre um processo. Mas há mais exemplos e piores. Estrasburgo considerou que a demora de sete anos de um processo sobre pagamento de dívidas interposto por uma empresa de Matosinhos nos tribunais portugueses representa uma violação da Convenção para a Protecção dos Direitos do Homem e das Liberdades Fundamentais.

Link para este artigo:

http://publico.pt/1424070

Artigos relacionados