Início | Hoje | Mais ▼
Acerca | RSS | Registar | Entrar

Carta anónima desencadeou investigação à gestão de Horta e Costa

Uma carta anónima enviada ao Ministério Público em 2005 desencadeou o caso CTT, investigação a alegadas fraudes na gestão dos Correios entre 2002 e 2005, quando Carlos Horta e Costa presidia ao Conselho de Administração, segundo fonte judicial. A venda do prédio dos CTT em Coimbra, em 20 de Março de 2003 por 14.814.297,54 euros à empresa DEMAGRE, que, no mesmo dia, revendeu o imóvel à ESAF - Espírito Santo Fundos de Investimento, SA, por 20 milhões de euros, motivou a queixa pormenorizada e suportada com documentação, disse à Lusa a mesma fonte.

Link para este artigo:

http://dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1309516

Artigos relacionados