Início | Hoje | Mais ▼
Acerca | RSS | Registar | Entrar

Assessor do PS na Câmara de Lisboa recebeu 41.100 euros indevidamente

Jovem dirigente do PS ganha o salário de assessor a tempo inteiro ao mesmo tempo que recebe subsídios do IEFP para criar o seu posto de trabalho. Empresa criada está inactiva. Um jovem de 26 anos, sem currículo profissional nem formação de nível superior, foi contratado, em Dezembro, como assessor técnico e político do gabinete da vereadora Graça Fonseca na Câmara de Lisboa (CML). Remuneração mensal: 3950 euros ilíquidos a recibo verde.

Link para este artigo:

http://publico.pt/1466587

Artigos relacionados