Início | Hoje | Mais ▼
Acerca | RSS | Registar | Entrar

Abates em Monsanto defendidos

O chefe da Divisão de Matas da Câmara de Lisboa garantiu ontem que o abate de árvores provocado pelas obras da subestação eléctrica do Monsanto tem sido fiscalizado pela autarquia, rejeitando as críticas dos ambientalistas. "Na zona onde os abates estavam previstos é óbvio que há clareiras, mas é impossível terem sido abatidas mais do que as 200 que estavam previstas porque isso tem sido fiscalizado", afirmou Artur Madeira.

Link para este artigo:

http://dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1450446

Artigos relacionados