Início | Hoje | Mais ▼
Acerca | RSS | Registar | Entrar

Tribunal de Contas chumbou contrato por ajuste directo feito pela Parque Escolar

O Tribunal de Contas chumbou um contrato de 1,1 milhões de euros que foi celebrado, em Janeiro de 2011, pela empresa pública Parque Escolar com a construtora Mota-Engil. O contrato, respeitante a obras na escola básica e secundária Passos Manuel, em Lisboa, foi entregue por ajuste directo, ou seja, sem realização de concurso, e celebrado mais de um ano depois da conclusão das obras a que dizia respeito. Deste modo também foi enviado para efeitos de fiscalização prévia já muito depois da empreitada estar concluída.

Link para este artigo:

http://publico.pt/1531169

Artigos relacionados