Início | Hoje | Mais ▼
Acerca | RSS | Registar | Entrar

Deputada apanhada a conduzir com álcool diz que erro "não obriga a renunciar"

Glória Araújo garante que se fosse hoje não conduzia, mas tenciona manter-se como deputada. A deputada socialista Glória Araújo, detida no início do mês de Janeiro, por condução com excesso de álcool no sangue, assegura que o erro que cometeu não a “obriga a renunciar ao mandato”. Glória Araújo, numa entrevista ao jornal i, questionada sobre se chegou ou não a ser detida pela PSP, respondeu que “se isso tivesse acontecido teria sido uma detenção ilegal”.

Link para este artigo:

http://publico.pt/1583219

Artigos relacionados