Início | Hoje | Mais ▼
Acerca | RSS | Registar | Entrar

Tribunal dá razão a Jardim Gonçalves e deixa cair condenação do Banco de Portugal

Em causa estão acusações de prestação de informação falsa e de falsificação de contas do BCP ao longo de vários anos. O Tribunal de Pequena Instância Criminal de Lisboa considerou prescritas as várias condenações decretadas pelo Banco de Portugal (BdP) ao ex-presidente do BCP, Jorge Jardim Gonçalves, enquanto o Tribunal da Relação de Lisboa confirmou as contra-ordenações da CMVM a seis ex-administradores da sua equipa, incluindo o próprio fundador, mas, neste caso, reduziu-lhe para metade [500 mil euros] a coima aplicada.

Link para este artigo:

http://publico.pt/1627422

Artigos relacionados