Início | Hoje | Mais ▼
Acerca | RSS | Registar | Entrar

Lisboa: Câmara sem base para avançar com providência cautelar contra subestação no Monsanto

Lisboa, 09 Set (Lusa) - A Câmara de Lisboa não tem base suficiente para avançar com a providência cautelar contra a instalação de uma subestação de electricidade em Monsanto porque os próprios serviços da autarquia aprovaram a obra. De acordo com o parecer dos serviços jurídicos da autarquia, a que a Lusa teve acesso, a construção da subestação de electricidade viola o estatuto especial da área do Monsanto, mas a Câmara não conseguiria cumprir todos os requisitos de prova exigidos para a providência cautelar.

Link para este artigo:

http://aeiou.expresso.pt/=f534750

Artigos relacionados